PROGRAMAÇÃO AO VIVO APARTIR DAS 6:00 DA MANHÃ.
Operação “Casa Nova” prende foragidos da justiça em Iraí, Alpestre, Cristal do Sul e Ametista do Sul « Rádio Coletiva

Radio

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Operação “Casa Nova” prende foragidos da justiça em Iraí, Alpestre, Cristal do Sul e Ametista do Sul

quinta-feira, 18 de junho de 2015 - by radiocoletiva105.9 0



(Foto: 37º BPM/Divulgação)
(Foto: 37º BPM/Divulgação)

Policiais do 37º Batalhão de Polícia Militar realizaram na terça-feira, 16, e nesta quarta-feira, 17, a Operação “Casa Nova”. Participaram da ação desencadeada policiais de Frederico Westphalen, Planalto e Ametista do Sul. A operação realizada pela Brigada Militar visou novamente pôr fim a liberdade de indivíduos que se encontravam na condição de foragidos da justiça, assim como as duas fases da Operação “Ippon”, com foco na captura de homens com mandados de prisão em aberto.

As prisões
No Bairro Operário, em Iraí, foi preso um homem de 59 anos, de iniciais de L.C.M, procurado pelo crime de lesão corporal, previsto na Lei “Maria da Penha”.
Na Vila Brasília, em Alpestre, foi preso um homem de 50 anos, com iniciais J. G, sendo que tinha contra si mandado de prisão por abandono de incapaz, praticado em 2005.
Já na Linha São Miguel do Braga, em Cristal do Sul, foi preso um homem de 44 anos, com iniciais J. O. G, o qual estava com prisão preventiva decretada pela Comarca de Seberi. O preso possui em seus antecedentes ocorrências de homicídio, roubo, furto qualificado e já praticou uma fuga do Presídio Estadual de Taquara.
No interior de Ametista do Sul, na Linha São Valentin da Gruta, foi preso um homem de 38 anos, com iniciais D. A. R. G, o qual havia sido liberado do Presídio Estadual de Frederico Westphalen e não retornou mais. O preso possui em seus antecedentes criminais, ocorrências de lesão corporal, ameaça e porte ilegal de arma de fogo.

Casa Nova”
Segundo o 37º BPM, a Operação recebeu o nome de “Casa Nova” por dois motivos: por ter sido a primeira operação desencadeada pelo 37º BPM após a inauguração formal de sua nova sede e também porque, após o término da ação, todos os indivíduos que se encontravam foragidos e que foram presos, passam a ter um “novo endereço”.

Fonte: Jornal O Alto Uruguai

Tags:


0 comentários:

© 2014 Rádio ColetivaTodos os Direitos Reservad