Notícias

6/recent/ticker-posts
ANUNCIE AQUI
ANUNCIE AQUI

Prefeitos da Amzop pedem ajuda em Brasília














Sem respostas concretas para os problemas encontrados nos municípios da Associação dos Municípios da Zona da Produção (Amzop), um grupo de lideranças foi a Brasília nesta semana, para pressionar o governo federal, em agilizar os pedidos apresentados pelos prefeitos da Associação.


Na capital federal, foram em diversos gabinetes de deputados, senadores e ministros, onde trataram sobre vários assuntos, como a construção da ponte que liga Rodeio Bonito a Liberato Salzano, duplicação da BR-158 e BR-386, manutenção da ponte sobre o rio Uruguai, que liga Iraí a Palmitos (SC), Ferrovia Norte Sul, criação do curso de Medicina em Palmeira das Missões e o Programa Mais Médicos.

De acordo com o presidente da Amzop e prefeito de Caiçara, Zílio Roggia, quando a associação decidiu mobilizar os prefeitos e ir a Brasília não tinha a expectativa de que a viagem seria tão produtiva e valiosa. “Retornamos muito satisfeitos e felizes pelas conquistas e informação precisas que tivemos. Acredito que a solução para as demandas ocorrem desta forma. Tivemos uma recepção não muito agradável por alguns deputados da região na bancada gaúcha, mas depois o coordenador da bancada, Alceu Moreira (PMDB), convidou os deputados e fomos felizes em estar com um bom número de lideranças presente para se comprometer com as nossas demandas”, afirmou Roggia.

Além do prefeito de Caiçara, também foram à capital federal, os prefeitos de Ametista do Sul, Nelson Ceratti; Rodeio Bonito, Nilson Dal Cortivo; Três Palmeiras, Silvânio Antônio Dias; Liberato Salzano, Gilson de Carli; Novo Tiradentes, Edegar Peruzzo e, Alpestre, Alfredo de Moura e Silva, além do presidente da Câmara de Vereadores de Seberi, Cleiton Bonadiman e o secretário-executivo da Amzop, Luis Gustavo de Souza. 

Ponte Rodeio Bonito/Liberato Salzano

No Ministério da Integração Nacional, as lideranças da Amzop estiveram acompanhadas da bancada gaúcha, onde foi reiterado o compromisso de liberação de R$ 2 a 3 milhões este ano e o restante do ano que vem para a construção da ponte que liga Rodeio Bonito ao município de Liberato Salzano.
Segundo Roggia, os senadores gaúchos assumiram compromissos com a solicitação. “A partir de agora as prefeituras de Rodeio Bonito e de Liberato Salzano deverão fazer alguns ajustes e complementação da documentação do projeto para que a obra inicie o quanto antes”, explicou.

Ponte Iraí

Conforme informações do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) está sendo realizada a contratação emergencial de empresa para recuperação de dois vãos que possuem problema na ponte sobre o rio Uruguai na BR-158 (BR-386) na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e o restante da estrutura está em boas condições.

Duplicação BRs

Ainda no Dnit, a comitiva foi informada que já foi contratada uma empresa para realizar o Estudo de Viabilidade Técnica Ambiental (EVTA), sobre a duplicação da BR-386 até Boa Vista das Missões, no segundo semestre do ano que vem deve sair o EVTA da BR-158 da ponte de Iraí até Cruz Alta.

Ferrovia Norte-Sul
O Estudo de Viabilidade Técnica e Ambiental (EVTA) do traçado da Ferrovia Norte-Sul inclui os municípios da Amzop. Segundo informações, todas as contribuições enviadas pelas associações estão sendo consideradas.

O consórcio STE-Prosul ficou responsável pelo estudo do trecho compreendido entre Chapecó (SC) e o Porto de Rio Grande. Pela proposta da Amzop, a ferrovia cruzaria em Iraí, Caiçara, Frederico Westphalen, Seberi, Boa Vista das Missões, Palmeira das Missões, Condor, Panambi e Cruz Alta. É o EVTA que vai apontar qual o melhor caminho que os trilhos irão percorrer, considerando questões econômicas e ambientais, tendo em vista o menor custo logístico de transporte e o incremento do volume de transporte de cargas. O estudo de viabilidade técnica do trecho sul da Norte-Sul deve ser finalizado em 2014 e o início das obras está previsto para 2015.

Curso de Medicina

Ontem, 28, às 11 horas, em encontro com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, foi discutida a instalação de um curso de Medicina em Palmeira das Missões.
– Faz sete meses que fizemos a moção de apoio para Palmeira das Missões e estão vendo a possibilidade de apoiar as reivindicações de Frederico Westphalen, pressionando para que a região tenha o curso de Medicina –, afirmou Roggia.

Mais Médicos

Outro assunto discutido se refere ao programa Mais Médicos, com a intenção de agilizar a vida dos profissionais. Conforme o presidente da Amzop, com a vinda do curso de Medicina a expectativa é que a médio prazo não falte profissionais da área na região.

Bancada gaúcha
Em reunião com a Bancada gaúcha – onde compareceram os deputados federais, Alceu Moreira (PMDB), Eliseu Padilha (PMDB), Jerônimo Goergen (PP), Giovani Cherini (PDT), Assis Melo (PCdoB), Dionilso Marcon (PT) e Henrique Fontana (PT) –, a comitiva da Amzop reiterou os pedidos encaminhados ao governo e obteve comprometimento da bancada para destinação de recursos para o Estado.

Fonte: Eliana de Souza/Folha do Noroeste
Postado por Levi de Oliveira