A Creluz realizou durante esta quarta-feira, 24, sua assembleia geral ordinária na sede da cooperativa, em Pinhal. Mais de 1.800 associados participaram do evento no qual foram apresentados dados sobre os investimentos da entidade, além de prestação de contas. 
O diretor-presidente do grupo, Elemar Battisti, juntamente com os demais integrantes da direção da Creluz, comandaram as apresentações e explanações sobre os números da cooperativa. Na oportunidade, os associados aprovaram a construção de uma subestação de energia em Pinhal, que levará o  nome de Subestação Pinhal Augusto Moro, em referência ao associado que era o proprietário da área.   A estrutura deve atender, além de Pinhal, Ametista do Sul, Boa Vista das Missões, Cerro Grande, Cristal do Sul, Dois Irmãos das Missões, Erval Seco, Frederico Westphalen, Jaboticaba, Lajeado do Bugre, Liberato Salzano, Novo Tiradentes, Palmeira das Missões, Rodeio Bonito, Sagrada Família, São Pedro das Missões e Seberi.
A assembleia integrou a programação  de comemoração aos 31 anos de emancipação político-administrativo de Pinhal, que será celebrado na próxima segunda-feira, 29.  

Usina solar

Ainda durante a assembleia, a direção da cooperativa anunciou ampliações, inovações e novos investimentos no setor da energia solar. A Usina de de Boa Vista das Missões deve ser ampliada com mais 1.440 placas, passando a ter uma potência instalada de 730 kWp, com o objetivo de integrar o mercado livre de energia.
 
Além disso, Ametista do Sul também contará com usinas solares da Creluz. As obras que já tiveram início devem ser concluídas em novembro. No total devem ser instalados aproximadamente 1,5 megawatts e contribuir para o abastecimento de energia no município. Fonte Comunitária FW. Fotos estacke

Postar um comentário:

0 comments: