Bolsonaro e Haddad disputarão segundo turno

Os eleitores brasileiros foram às urnas neste domingo,7, em uma das eleições mais disputadas de todos os tempos. Após a apuração dos votos, a polarização já antecipada durantes as pesquisas eleitorais se confirmou: Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) voltarão a disputar a preferência do eleitorado em um segundo turno. 
Líder nas pesquisas durante a campanha, Bolsonaro conquistou 49.275.358 o que corresponde a 46,03% dos votos válidos, enquanto o ex-ministro da educação Fernando Haddad fez 31.341.839 , correspondente a 29,28%.
Na sequência de votação ficou Ciro Gomes (PDT) com 13.344.04 votos (12,47%). Confira o restante dos votos a âmbito nacional: 
– Geraldo Alckmin (PSDB) – 4,76% (5.096.277 votos)
– João Amoêdo (NOVO) – 2,50% (2.679.596 votos)
– Cabo Daciolo (PATRIOTA) – 1,26% (1.347.698 votos)
– Henrique Meirelles (MDB) – 1,26% (1.348.317 votos)
– Marina Silva (REDE) – 1,20% (1.288.941 votos)
– Alvaro Dias (PODEMOS) – 0,80% (859.574 votos)
– Guilherme Boulos (PSOL) – 0,58% (617.115 votos)
– Vera Lúcia (PSTU) – 0,05% (55.759 votos)
– Eymael (DC) – 0,04% (41.708 votos)
– João Goulart Filho (PPL) – 0,03% (30.176 votos)
– Abstenção – 20,32% (29.937.375 eleitores)
– Brancos – 2,65% (3.106.916 votos)
– Nulos – 6,14% (7.206.162 votos)
Durante seu discurso, Fernando Haddad falou que esta eleição é incomum em relação as outras e que o segundo turno será um desafio em busca da justiça social:
Em pronunciamento realizado por meio das redes sociais, Jair Bolsonaro, falou sobre suas limitações durante a campanha e que apesar de não ir às ruas no último mês, teve uma grande votação: 
O segundo turno acontece no dia 28 de outubro e, além de definir o candidato a Presidência da República, os eleitores gaúchos deverão votar também para definir quem assumirá o Governo do Rio Grande do Sul nos próximos quatro anos. Os candidatos que disputam o segundo turno no RS são José Ivo Sartori (PMDB) e Eduardo Leite (PSDB). 
Fonte Comunitária FW.