Cristal do Sul tem salto significativo no índice do ICMS e é destaque nos municípios da Amzop e do Estado

A imagem pode conter: 1 pessoa

Projeção é de que o município terá 7,5% de acréscimo em 2019, ficando na quarta posição de maior crescimento da Amzop e o quadragésimo maior do Estado.

No decorrer desta semana, foi publicado pela Secretaria Estadual da Fazenda o Índice Provisório do Retorno do ICMS para o ano de 2019 nos municípios do Estado do Rio Grande do Sul. O Município de Cristal do Sul tem crescimento significativo, pois está na quarta colocação em nível de Amzop e desponta entre os melhores do Estado justificando um trabalho muito sério encarado pela administração municipal e do Setor Tributário municipal.
O ICMS é o imposto que incide sobre a circulação de mercadorias e serviços. A projeção de aumento para o ano de 2019 para Cristal do Sul é de 7,5%. Segundo dados da Secretaria Estadual da Fazenda, divulgados pela Famurs, o município tem o quarto maior aumento entre os 43 municípios da Região da Amzop e o quadragésimo maior do Estado, contando os 497 municípios gaúchos.
Para o prefeito de Cristal do Sul, Cezar de Pelegrin, esta conquista se deu através do trabalho muito sério, competente e incansável empreendido pela Administração Municipal, através da Secretaria de Finanças, Setor Tributário, com apoio das demais secretarias e equipes, sempre contando com o empreendedorismo da Comunidade.
O prefeito destaca ainda os incentivos concedidos pelo Município na área de geração de emprego e renda nas áreas rural e urbana. “O trabalho da administração municipal é incessantemente para alavancar o crescimento de atividades chaves como suinocultura, bovinocultura leiteira, incentivo às propriedades rurais e o comércio local. Nossa equipe de funcionários que estão desempenhando suas atividades no setor de tributos está muito bem preparada e com muito empenho vem fazendo sua parte dando resultados satisfatórios, com isso, que ganha é a população”, resume o prefeito Mano.
O rateio na arrecadação do ICMS é definido por uma série de critérios estabelecidos em lei. O fator de maior peso é a variação média do Valor Adicionado Fiscal (VAF), que responde por 75% da composição do índice. O VAF é calculado pela diferença entre as saídas (vendas) e as entradas (compras) de mercadorias e serviços em todas as empresas localizadas no município. Para as empresas do Simples Nacional é feito um cálculo simplificado, que considera como valor adicionado 32% sobre a receita bruta da empresa.
Para concluir, o prefeito ainda ressalta que, “para nós da administração municipal, especialmente para mim como gestor do município, é uma grande satisfação ver esses resultados que Cristal do Sul tem alcançado, pois no meu modo de pensar, isto é gerado por um conjunto de fatores que une o investimento público e privado, para gerar o desenvolvimento e é isso que tem acontecido aqui em Cristal do Sul, as entidades, o comércio, a indústria, a agricultura e a população de uma forma geral tem entendido que devemos nos unir nos esforços para o crescimento de nosso município”, disse Cezar.

Informações de Paulo V. de Oliveira
Foto:Levi de Oliveira