PROGRAMAÇÃO AO VIVO APARTIR DAS 6:00 DA MANHÃ.
Grêmio empata com Atlético-PR e é eliminado da Copa do Brasil « Rádio Coletiva

Radio

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Grêmio empata com Atlético-PR e é eliminado da Copa do Brasil

quinta-feira, 7 de novembro de 2013 - by radiocoletiva105.9

Grêmio empata com Atlético-PR e é eliminado da Copa do Brasil<br /><b>Crédito: </b> André Ávila

Grêmio empata com Atlético-PR e é eliminado da Copa do Brasil 

Crédito: André Ávila


Tricolor teve gol anulado, acertou uma bola na trave, mas ficou no 0 a 0 com o Furacão

Nem a entrada de Zé Roberto salvou o Grêmio da eliminação na Copa do Brasil na noite desta quarta-feira. O Tricolor pressionou muito, teve vontade, mas não conseguiu balançar as redes e chega a uma série de cinco jogos sem marcar. Na Arena, diante de quase 44 mil torcedores, o Atlético-PR marcou bem e segurou o empate por 0 a 0 e avançou à final contra o Flamengo.

No jogo, Ramiro até conseguiu pôr a bola no fundo das redes, mas o gol foi anulado pelo árbitro. O Tricolor ainda acertou o poste no segundo tempo. Com o resultado, o Furacão vai à sua primeira final no torneio nacional.

Atlético impõe marcação forte

Embalado por grande público na Arena, o Grêmio partiu para cima do Atlético-PR desde o primeiro minuto. Para superar a forte marcação adversária, o lateral Pará alçou a bola e Rhodolfo testou alto, próximo ao gol. Três minutos depois foi a vez do atacante Kleber assustar o goleiro Weverton. O Gladiador brigou pela bola na meia-lua, só que a conclusão saiu fraca.

O sufoco tricolor não demorou muito para acabar. Com dificuldade na articulação das jogadas ofensivas, o gás inicial diminuiu e o Furacão passou a controlar o confronto. Sem muito ímpeto ofensivo, o oponente passou boa parte do tempo trocando passes no meio e preocupado em barrar os donos da casa.

Aos seis, Zezinho escapou pela esquerda e faria boa jogada se não fosse o carrinho firme do zagueiro Rhodolfo para afastar o perigo. Mas o nervosismo também atrapalhou o Grêmio. Aos 11 minutos, Zé Roberto cruzou para Barcos, que furou em bola. Na sequência, Kleber aparou cruzamento na marca do pênalti e Weverton evitou a abertura do placar.

O ritmo do jogo diminuiu bastante e a bola passava o maior tempo em disputa na meia-cancha. O ataque e o meio do Grêmio praticamente não se encontravam em campo. A equipe paranaense agia com cautela e chegou com perigo apenas com falta, aos 25. Paulo Baier levantou para Éderson desviar de cabeça para fora. Se a penetração na área adversária parecia impossível, o Tricolor começou a arriscar de longe. E fez o goleiro do Furacão trabalhar. Aos 36, Souza arrematou da intermediária, mas Weverton pegou no canto.

Pressão no final do primeiro tempo

A pressão aumentou nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 40, Barcos fez bela jogada individual próximo à área e colocou a bola no ângulo. O arqueiro do Atlético se atirou e espalmou para escanteio. Em seguida, Alex Telles pegou um rebote do meio da rua e disparou um foguete. Outra boa defesa dos paranaenses. Como resposta, Marcelo recebeu na pequena área e Rhodolfo abafou o chute na hora certa. No escanteio, Baier tentou gol Olímpico, mas Dida voltou rápido para espalmar.

Diferente do jogo truncado na etapa inicial, o segundo tempo ganhou maior movimentação. O Grêmio se acertou no ataque e o Atlético-PR se arriscou mais na frente. Com um minuto, Zé Roberto bateu de fora e a pelota passou perto da meta.

O time visitante deu a resposta em seguida. Em cruzamento na medida, o atacante Marcelo tocou de cabeça, e a bola ficou nas mãos de Dida. Depois, foi o volante Ramiro quem salvou os gremistas. Paulo Baier dominou bonito na entrada da área e tinha tudo para marcar o gol. O garotou foi rápido e roubou a bola do veterano.

Gol anulado e bola no poste
O Tricolor voltou com perigo ao ataque com 11 minutos. Após bom lance de Ramiro, Kleber cruzou na pequena área, mas nenhum gremista estava ali para empurrar ao gol. Na sequência, a conclusão de Kleber arrancou suspiros na Arena. Pará foi ao fundo na direita e cruzou à meia altura. O Gladiador meteu no canto, a um palmo da trave.

Para desespero dos tricolores, o juiz Marcelo de Lima Henrique anulou o gol de Ramiro aos 17 minutos. O volante recebeu no lado direito e balançou as redes. Porém, o árbitro entendeu que Barcos havia cometido falta no decorrer do lance.

Com o intuito de aumentar a pressão, Renato investiu no setor de armação. O treinador colocou o meia Elano e sacou Riveros. A alteração surtiu pouco efeito e quem teve a chance foi o Furacão: aos 23, Baier cruzou e Marcelo não empurrou para a goleira por centímetros.

A tensão aumentou ainda mais aos 29. Novamente com Ramiro. O garoto pegou na veia mas a bola estourou no poste. Em seguida, Barcos concluiu dentro da área e obrigou o goleiro a fazer mais uma grande defesa. Renato mandou o time ainda mais para frente, chamando os atacantes Vargas e Yuri Mamute.

Com a vantagem, os paranaenses recuaram totalmente, atrás do meio-campo, enquanto o Grêmio se atirava de qualquer jeito no ataque. Aos 41, Kleber pegou mal na bola. No último suspiro, Barcos tocou na saída do goleiro, mas quando a bola finalmente venceu Weverton, o zagueiro Luiz Alberto evitou o gol e a classificação quase em cima da linha. 



Fonte: Correio do Povo
Postado por Levi de Oliveira

Tags:


© 2014 Rádio ColetivaTodos os Direitos Reservad